domingo, 27 de junho de 2010

Sete Caminhos da Magia



Hoje conversando com amigos, me pergunaram o Por Quê do nome do blog.
E não foi difícil me lembrar. Eu ganhei o Livro Cartas Cigana de Mirian Stanescon e lendo parei na carta LE EFTA DROMÁ - OS SETE CAMINHOS.

A seguir explicação da autora:

E mostra: Sete estradas e,em cada , uma moeda com um símbolo no meio.
No centro, vemos uma moeda maior, com os símbolos mais significativos para o meu povo
THIERAIM(ESTRELA) e CHONUTO(LUA).

É a união dos sete clãs ciganos.
Bem resumindo a autora dá o valor simbólico:
No tempo das caravanas, quando os ciganos levantavam os seus acampamentos, o KAKU ( o mais velho da tribo) chegava até ao primeiro entroncamento da estrada e jogava no solo as sete moedas de ouro. De acordo com as caídas é que era escolhido o novo caminho a seguir. Cada moeda tinha a sua simbologia:
- A da pomba- por aquele caminho eles seriam recebidos sem preconceitos, perseguições ou mal tratos. Poderiam viver em paz.
- A da cobra- eles encontrariam traições, aborrecimentos e perseguições.
- A do caldeirão- conseguiriam trabalho e não teriam problemas com alimentação.
- A do violino e violão- seriam recebidos com festa
- A das facas cruzadas- encontrariam hostilidade, aborrecimentos e luta.
- A do trigo- teriam farturas e bençãos.
- A das flores- encontrariam alegrias.
- A moeda central que liga as outras sete carrega os símbolos da magia universal dos ciganos, mencionado acima: CHONUTO E THIERAIM.

E como mensagem a carta nos diz:

"Deus jamais deixa de atender a um pedido nosso. Ele nos oferece os sete caminhos, o arbítrio é nosso. Somos os responsáveis pela escolha.
Diante dos obstáculos e dificuldades é que revelamos nossas virtudes.
Tenha obstinação, tenacidade e perseverança.
Não desista nunca da meta traçada.
Procure achar a riqueza, mas não ser escravo dela.
Persista na caminhada e novos caminhos se abrirão.
Não ser como o pessimista, que está sempre insatisfeito ou porque nunca se contenta com o que possui ou porque tem medo de perder o que conquistou.
Não ser como o ingrato, que basta receber uma recusa para esquecer todas as colaborações recebidas.
Não esquecer que passamos por 7 etapas: nascimento, infância, adolescência, adulta, velhice, morte e reencarnação. Por mais riqueza e poder que tenhamos, nenhum de nós conseguirá inverter as fases.
A felicidade não está no ter, mas no ser.
Tudo tem seu tempo certo. Como diz o ditado:há tempo de pescar e tempo de secar as redes."



E diante de tudo isso que li resolvi criar o blog: SETE CAMINHOS DA MAGIA, não é meu.
E de todos.
E fico muito grata por cada dia conhecer novas pessoas.
Sei que atravesso os Sete Caminhos, mas desistir jamais!
Eu agradeço a Deus, as minhas entidades, por me manterem aqui, postando aquilo que devo e que julgo bom para todos.
Bjs, bjs, bjs.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.
Assim que o ler, o publicarei e o respoderei.
Volte para saber a resposta beijos!