terça-feira, 7 de junho de 2011

Manual: VAMPIROS DE ENERGIAS



Muitas vezes sentimos um cansaço enorme,sonôlencia exagerada mesmo
dormindo muito bem, uma dor de cabeça repentina sensação de
sufocamento,taquicardia,ou outros sintomas inexplicaveis quando estamos
em determinados ambientes... Se cuide!!

Tipos de vampiros:

Existe um tipo de vampiro que convivemos diariamente. Ele podem ser nosso
marido ,irmão, vizinho, mulher, empregado, amigo, gerente de banco ou seja
qualquer um do nosso convívio. Eles roubam energia vital comum no
universo, mas que ele nao consegue receber. Mas, afinal porque estas
pessoas sugam nossa energia?
Bem, em primeiro lugar, a maioria dos vampiros de energia atua
inconscientemente, sugando a energia sem saber o que estão fazendo. Isso
acontece porque elas não conseguem absorver as energias das fontes
naturais e ficam desequilibradas energeticamente.
Quando estas pessoas bloqueiam o recebimento dessas energias naturais ou
vitais, precisam encontrar outras fontes mais próximas, que nada mais sao
do que as pessoas ao redor. Na verdade, quase todos nós, num momento ou
outro da vida nos tornamos vampiros de energia.
Na família, nas amizades, no trabalho... Há vampiros espalhados onde
você menos imagina, à espera de uma chance para roubar suas forças. Para
não ser vítima desses energiassugas, vamos ensiná-la a detectá-los e a
manter suas baterias à prova de descarga. (Monique dos Anjos)

Você se sente cansada depois de dar apoio àquela amiga baixo-astral.
Acha que suas energias vão para a cucuia quando passa muito tempo ao
lado de alguém que só reclama da vida. Cuidado" "É preciso ficar atenta,
pois algumas pessoas são mesmo capazes de minar suas forças", avisa o
psiquiatra e colunista de NOVA Paulo Gaudencio. "Às vezes, por simples
inveja do que você já conquistou, podem querer prejudicá-la."
São vampiros porque não confiam em si mesmos e buscam nos outros a
energia de que sentem falta. Importante: "Eles só farão mal a quem
permitir", ensina Patrícia Cuocolo, terapeuta reikiana e coordenadora do
espaço integração. "Quando você deixa a porta de casa aberta, corre o
risco de alguém entrar. Com a energia é igual. Se descuida da sua,
torna-se vulnerável", compara ela. Mas esqueça a estaca e o alho.
Desenvolver o espírito e equilibrar a mente serão as armas mais
poderosas para fazer de seu corpo a sua fortaleza. Nosso manual
antivampirismo começa aqui!

Identificando dráculas:


"Durante uma viagem a Londres, conheci uma colombiana que só sabia se
lamentar, nunca enxergava o lado bom das coisas", conta a professora de
inglês Daniela Almeida, de 36 anos. "Ficar ao lado dela me fazia mal."
Os vampiros sofrem de desequilíbrio emocional e baixa energia, segundo a
terapeuta holística Mônica Symphoroso: "São inseguros e acham que a vida
do outro é melhor". Tanto que falam, falam, falam dos próprios problemas
e nunca ouvem os seus por considerá-los "sem importância". Pior: nem
sempre essa turma sofrida tem consciência do estrago que causa.
Eles usam artifícios como chantagem, dominação ou dependência, mas não
percebem que estão roubando as forças do outro". "Também há os que fazem
o mal intencionalmente com rituais. Mas o mais comum é o vampirismo
inconsciente."
Estar ao lado de gente que esbanja negatividade causa desgaste emocional
e físico. Quem nunca sentiu cansaço, dores no corpo, sonolência perto de
alguém que parece carregar uma nuvenzinha negra na cabeça? "Cada um
sente a perda de energia em seu órgão mais debilitado".
O ponto fraco da relações-públicas Daniela Pina, de 31 anos, é a cabeça:
"Perto de alguém que me faz mal, meu ombro pesa 500 quilos e bate uma
enxaqueca daquelas; para melhorar, só me afastando". O que talvez você
não saiba é que a aparição desses sintomas tem fundo científico, de
acordo com a neurologista Denise Menezes, da Pontifícia Universidade
Católica de São Paulo.
Ao se incomodar com determinada companhia, ainda que inconscientemente,
o cérebro aciona suas defesas. Daí o desgaste. Às vezes, ela não
importuna você, mas ativa uma péssima lembrança, que provoca repulsa.
"Se usa o mesmo perfume de alguém com quem teve uma má experiência, seu
cérebro responderá àquela situação, e não à presente."

Cuidado, frágil!
Como dissemos no início, a ação dos vampiros só é facilitada quando você
dá abertura. "Para que o outro faça mal, é preciso que você tenha um
inimigo interno que servirá de cúmplice", detalha o dr. Gaudencio. "Se
estiver com a auto-estima elevada e segura de si, não será afetada." Um
exemplo? Imagine ter comprado uma blusa que a faz se sentir deslumbrante
e ouve de uma fulana que a cor ficou "meio apagadinha". Talvez nem ligue
para o veneno. Mas pode ser que o comentário abale suas estruturas.
Nessa hora, pensar positivo e, principalmente, ser resistente ao ataque com tolerância e flexibilidade, são caminhos para
se proteger. "No passado, me deixava levar por interferências,
principalmente no trabalho, e sofria", revela Claudia Coelho, de 28
anos, gerente de hotel. "Aprendi que, estando bem comigo mesma e
mantendo a energia equilibrada, não sou atingida facilmente."
Outra forma de reforçar sua barreira interna é impor limites. Quando a
amiga que enxerga você como terapeuta vier com mais lamúrias, corte a
conversa antes que se estenda por horas. "Ela poderá se sentir rejeitada
e deixada de lado, mas pior que isso é cultivar uma amizade à qual você
se doa mais do que gostaria".

Em busca da energia perdida:


Não dá para continuar sua caça aos vampiros sem conhecer técnicas
holísticas dos especialistas para combater especificamente os principais
tipos:

*** Vampiro físico (identifique)
"É o mais comum. Inconscientemente, suga suas forças fazendo comentários
negativos, invejando você". Não conserva em alta a própria energia, por
isso capta a dos outros.

Recupere-se tomando um copo de água fria, pois
ativa os chacras, e coma sementes como amêndoa e castanha. Elas carregam
a energia vital.

*** Vampiro emocional (identifique)
"Geralmente é carente e dependente". Vive entoando o mantra "Oh vida, oh
céus, oh azar..." Faz chantagem emocional do tipo "Você não liga pra mim
agora, só quero ver quando eu morrer" ou "Preciso de você para ser
feliz". Recupere-se por três minutos, visualize um sol brilhando no seu
estômago, região por onde mais se perde energia.

*** Vampiro espiritual (identifique)
"É capaz de recorrer a rituais para minar suas forças". Recupere-se para
se fortalecer e limpar as energias, explore a respiração:

Exercício: Coloque o dedo médio e o indicador da mão direita entre as sobrancelhas e bloqueie a
narina direita com o polegar. Solte o ar pela narina esquerda, depois
inspire pela mesma narina. Tire o polegar da direita, bloqueie a esquerda com o dedo anular, solte
ar pela narina direita e inspire pela mesma narina. Recomece o ciclo.

***Vibrações externas (identifique)
Ambientes tensos também vampirizam nossas forças. "Não sei o motivo, mas
sempre saio do supermercado mal", admite Ana Paula Teixeira, de 27 anos,
administradora. "Parece que a fila do caixa não anda e que todos estão
tão inquietos quanto eu. Preciso contar até cinco para não explodir."
Além do stress natural dessa e de outras situações - como trânsito
parado, ônibus lotado, aeroporto com atrasos -, há uma agravante: a
energia que paira nelas.
Segundo a radiestesia, prática que mede as forças que podem interferir
na harmonia ambiental e pessoal, lugares com muita gente, principalmente
em circunstâncias tensas, estão carregados de vibrações boas e ruins. E
você acaba sendo alvo delas. O resultado: impaciência, irritabilidade e
mau humor. Para estabilizar um lugar "pesado", vale dar um comando
mental.

"Dizer 'Isto não me pertence, volte para a fonte emissora agora"
é um meio de fechar seu campo energético".
Em casa, as sugestões da consultora de feng shui Luciana Monegatti são
tirar a televisão e o computador do quarto. "É o seu lugar para relaxar,
dormir e meditar", esclarece. "Evite também levar visitas para conversar
na sua cama. Do contrário, a energia delas ficará no seu espaço".

Como indentificar e combater estas pessoas?

1. VAMPIRO COBRADOR: cobra sempre de tudo e de todos. Quando nos
encontramos com ele,já vem cobrando o porquê nao telefonamos ou
visitamos. Se você vestir a carapuça e se sentir culpado,abrirá as
portas. O melhor e usar de sua própria arma, cobrando de volta e
perguntando porquê ele nao liga ou aparece. Deixe -o confuso,sem tempo
para retrucar e se retire rapidamente.

2. VAMPIRO CRÍTICO: critica tudo e todos e o pior critica negativamente.
Vê a vida somente pelo lado sombrio. A maledicência tende a criar na
vítima um estado de alma escuro e pesado,que abrirá seu sistema para que
a energia seja sugada. Diga não as suas criticas!! e nunca concorde com
ele. A vida não é tao negra assim.

3. VAMPIRO ADULADOR: O famoso puxa-saco. Adula o ego da vitima,cobrindo-a
de elogios falsos,tentando seduzi-la. Muito cuidado para nao dar ouvidos
ao adulador, pois ele espera que orgulho da vítima abra as portas da aura
para sugar a energia.

4. VAMPIRO RECLAMADOR: reclama de tudo e de todos. Opõe-se a tudo,
exige, reinvindica, protesta sem parar. O mais engraçado é que nem sempre
dispõe de argumentos sólidos e válidos para justificar seus protestos. A
melhor tática é deixá-lo falando sozinho.

5. VAMPIRO INQUIRIDOR: Sua língua é uma metralhadora. Dispara pergunta sobre
tudo e nao dá tempo para que sua vítima responda. Na verdade ele não
quer respostas mas sim desestabilizar o equilibrio mental de sua
vítima,perturbando seu fluxo de pensamentos. Para sair de suas
garras, não se ocupe à procura de respostas .Reaja fazendo-lhe uma
pergunta pessoal, contundente e procure se afastar assim que possível.

6. VAMPIRO LAMENTOSO: São os lamentadores profissionais,que anos a fio
choram suas desgraças. Para sugar a energia da vítima, ataca pelo lado
emocional e afetivo. Chora, lamenta-se faz de tudo para despertar pena. É
sempre o coitado, a vítima. Corte suas lamentaçoes, dizendo que nao gosta
de queixas, pois elas não resolvem situação alguma.

7. VAMPIRO PEGAJOSO: investe contra as portas da sensualidade e sexualidade
de sua vítima. Parece um polvo querendo envolver a pessoa com seus
tentáculos. Ele suga a energia seduzindo ou provocando náuseas e
repulsa. Nos dois casos vc estara desestabilizada e vulnerável. Invente
uma desculpa e fuja rapidamente.

8. VAMPIRO GRILO-FALANTE: A porta de entrada que ele quer arrombar é seu
ouvido. pode falar durante horas e enquanto mantém a atenção da vítima
ocupada, suga sua energia vital. Para se livrar invente uma desculpa
levante-se e vá embora.

9. VAMPIRO HIPOCONDRÍACO: cada dia aparece com uma doença nova. É desse
jeito que chama atenção dos outros, despertando preocupação e cuidados.
Enquanto descreve os pormenores de seus males e conta seus infindáveis
sofrimentos, rouba a energia do ouvinte, que depois sente-se péssimo.

10. VAMPIRO ENCRENQUEIRO: para ele o mundo é um campo de batalha onde as
coisas só são resolvidas na base do tapa. Quer que a vítima compre sua
briga, provocando nela um estado raivoso, irado e agressivo. ¨É um dos
métodos mais eficientes para desestabilizar a vítima e roubar-lhe a
energia. Nao dê campo para agressividade, procure manter a calma e corte
laços com este vampiro.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.
Assim que o ler, o publicarei e o respoderei.
Volte para saber a resposta beijos!