quarta-feira, 7 de julho de 2010

Violência contra a mulher!

Caso bruno e a violencia contra mulher
Caso bruno: Violência contra a mulher não escolhe posição social.
O Caso bruno está ganhando repercussão internacional, a modelo eliza samudio ex amante do goleiro do flamengo bruno está desaparecida, e o principal suspeito de ter sido o mandante do crime é o bruno.

Eliza samudio estava tentando provar na Justiça que Bruno é pai de seu filho, de 5 meses. O caso ganhou mais repercussão ontem, após o primo do goleiro, de 17 anos, confirmar à polícia que sequestrou a garota junto com um amigo de Bruno, Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, e afirmou que ela está morta.

A Justiça decretou hoje a prisão temporária do Goleiro Bruno camisa 1 do time rubro-negro, que até agora não foi encontrado.
A esposa do jogador Bruno, Dayane de Souza, foi presa nesta manhã, em Belo Horizonte, e presta esclarecimentos à polícia.

este caso nos leva refletir a que ponto chegou a violência contra a mulher. a violência contra a mulher, não esta restrita a um certo meio, não escolhendo raça, idade ou condição social. A grande diferença é que entre as pessoas de maior poder financeiro, as mulheres, acabam se calando contra a violência recebida por elas, talvez por medo, vergonha ou até mesmo por dependência financeira.

Toda a mulher violentada física ou moralmente, deve ter a coragem para denunciar o agressor, pois agindo assim ela esta se protegendo contra futuras agressões, e serve como exemplo para outras mulheres, pois enquanto houver a ocultação do crime sofrido, não vamos encontrar soluções para o problema.

A população deve exigir do Governo leis severas e firmes, não adianta se iludir achando que esse é um problema sem solução. Uma vez violentada, talvez ela nunca mais volte a ser a mesma de outrora, sua vida estará margeada de medo e vergonha, sem amor próprio, deixando de ser um membro da comunidade, para viver no seu próprio mundo.

A liberdade e a justiça, são um bem que necessita de condições essenciais para que floresça, ninguém vive sozinho. A felicidade de uma pessoa esta em amar e ser amada. Devemos cultivar a vida, denunciando todos os tipos de agressões (violência) sofridas.

Um comentário:

  1. Olá!

    Leia artigo isento de sensacionalismo. Uma análise objetiva sobre o caso Bruno. Caso goste, divulgue e comente. Acessar em:

    www.valdecyalves.blogspot.com

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário.
Assim que o ler, o publicarei e o respoderei.
Volte para saber a resposta beijos!